É de conhecimento de todos, que nós não estamos preparados para receber parte da população que depende do Braille para se comunicar e locomover.

As nossas sinalizações e espaços públicos até hoje não estão aptos para implementar o Braille de forma eficiente.
Pensando em uma solução para esse problema, o designer japonês Kosuke Takahashi criou a Braille Neue, uma família tipográfica que une de forma muito inteligente a escrita tradicional e o alfabeto Braille.

Os pontos em relevo, que fazem parte do alfabeto Braille, aparecem integrados aos caracteres do alfabeto tradicional, tornando qualquer palavra legível tanto para pessoas de visão normal quanto aos deficientes visuais.

O designer criou a proposta para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, e defende que a implementação dessa fonte em espaços públicos não só seria de ajuda para deficientes visuais como também seria uma ótima forma de familiarizar o público geral com o alfabeto Braille.

A proposta de Takahashi é incrível, e utilizar a sua paixão por criar em benefício da sociedade nos enche de orgulho e admiração!

Mas enquanto o projeto não é implementado, ficamos aqui torcemos para que mais casos assim sejam comuns!

Compartilhe: