Não há como contestar o poder do boca a boca. E mais, podemos dizer que ela é a forma mais poderosa que existe. Antes da ascensão tecnológica, estima-se que uma mensagem se espalhava de um para três, ou seja, uma pessoa impactava outras três em sua rede.

Hoje com as redes sociais, sabemos que esse cenário mudou, e quanto é importante ter o consumidor falando bem do seu produto ou negócio.

Grandes marcas vêm investindo milhões de reais para desenvolver estratégias que possibilitem ampliar o boca a boca. CRM, SEM, Inbound Marketing, entre outros, prometem atuar para gerar fidelização, engajamento, e leads.

Os motivos que levam o consumidor a falar bem ou mal do seu produto variam, mas há consenso em relação a quatro pilares que agem para gerar este engajamento positivo: Moeda Social, Praticidade, Empatia e Recompensa.

A moeda social é a chance de fazer parte de um grupo exclusivo, experimentar um produto em primeira mão ou ter reconhecimento por algo positivo. Indicar um produto ou serviço faz com que a pessoa reforce a sua posição como “conhecedor”. Ele indica não apenas o produto por confiar, mas porque a boa indicação irá de alguma forma render moeda social.

Já a praticidade ela pode gerar engajamento e até viralização. É um conteúdo que dá uma informação que o receptor entenda como útil e queira compartilhar para ajudar terceiros.

A empatia é o pilar mais desafiador, pois envolve a interpretação de quem consome. Um conteúdo que desperta sentimentos positivos ou negativos, e que gera a necessidade do receptor compartilhar aquilo na sua rede.

O pilar da recompensa, é simples. Ele aborda recompensas claras e bem definidas, vinculadas a uma premiação direta, fruto do engajamento. A recompensa está atrelada às estratégias de gamificação, onde determinadas ações geram pontos ou prêmios que podem ser resgatadas como produtos e serviços ou como medalhas.

Não há um pilar melhor que o outro, o que tem é aquele que se encaixa melhor a sua estratégia. Então avalie, busque, e comece a colocar tudo isso em prática.

Referência: www.mundodomarketing.com.br

Compartilhe: