Antigamente, as empresas eram muito tolerantes com as deficiências de suas equipes e complacentes com a carreira de seus profissionais.

Nessa época, as empresas valorizavam a fidelidade e a lealdade dos seus funcionários, e muito pouco era exigido deles. Era comum os empregados ganharem prêmios por antiguidade (esse era o único reconhecimento que se podia conquistar em uma grande empresa). Empresas contratavam funcionários sem nenhum preparo e dava tempo ao tempo. Algumas investiam em cursos e esperavam por anos a melhoria da performance e o retorno sobre o investimento.

E como é hoje?

Muitas empresas contratam especialistas para recrutar o melhor profissional disponível no setor, querem saber quem é o profissional do momento, e o mais preparado. Ou então eles preferem profissionais que invistam neles mesmos e se tornem estrelas dentro da empresa, gente com iniciativa que buscou seu próprio espaço, que virou referência pelo talento e pelas iniciativas de construção da sua reputação.

Uma equipe de alta performance é formada por estrelas que capitalizam todos os espaços e que transformam experiências em aprendizados. Profissionais que buscam oportunidades para ir adiante, aprender, exercitar, e crescer um pouco mais. Eles são inconformados com o ritmo natural das coisas, são ativistas e procuram contribuir com os outros, buscando sempre uma ocupação. Eles veem os problemas da empresa como uma oportunidade para revelar e consolidar suas competências, diferente dos chamados medianos, que são imediatistas, e contentam-se com as circunstancias e não gostam de correr riscos.

Aos gestores a nossa dica é, antes de montar uma equipe, observe isso, e veja quem são as estrelas e os medianos. Compare os resultados e o valor de mercado de cada um. Você vai perceber que aqueles que estão sempre sobrecarregados são sempre os mais disponíveis. E os que têm poucas coisas a fazer são sempre os que fogem de uma nova empreitada.

Já para as equipes, se você deseja ser um profissional de alta performance, foque nessas dicas:

1- Desperte a proatividade: Ter iniciativa é um valor muito importante. Não faça apenas aquilo que pedem, mas sempre o que tem que ser feito.
2- Saiba receber feedbacks: Converse com o seu gestor e saiba em quais aspectos você precisa melhorar. Receber feedbacks positivos e negativos é essencial para o seu desenvolvimento.
3- Busque excelência: Faça tarefas com zelo, dedicação e disciplina.
4- Aceite bem as mudanças: Estar aberto as mudanças pode ser o seu diferencial. Aproveite ao máximo o que elas podem te proporcionar.
5- Desenvolva a inteligência emocional: Saiba lidar com situações adversas. Não se deixe inflenciar pelo pessimismo dos outros.
6- Trabalhe em equipe: Esteja preparado para o diálogo. Escute e contribua sempre com novas ideias.
7- Oriente-se por resultados: Pense sempre no que quer atingir com cada ação.

Compartilhe: